Sempre fiz para mim próprio as anilhas de madeira e corda que me seguraram os diferentes lenços de ESCUTEIRO que tive ao pescoço nos últimos 33 ANOS.
Foram surgindo tantos pedidos que resolvi dedicar o meu tempo livre a construir anilhas, essencialmente de cana e madeira, num processo totalmente artesanal e laborioso.

Tradutor

sábado, 15 de outubro de 2016

339. MOGLI






Aqui, este personagem do "Livro da Selva" aparece na sua versão FNA (Fraternidade de Nuno Álvares), uma homenagem a todos os Escuteiros Adultos que pertenceram um dia ao movimento escutista católico de jovens em Portugal (Corpo Nacional de Escutas) e abraçaram a missão de cuidar dos mais jovens (Lobitos).

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

338. RAPOSA-DO-ÁRTICO






Alopex Lagopus, L. ou Vulpes Lagopus, L. são as duas designações binomiais que encontrei para a Raposa-do-Ártico ou Raposa-Polar, um estupendo animal.


LINKS PARA A "DESCOBERTA":

domingo, 9 de outubro de 2016

ANILHA Nº 600 - FLOR DE LIS

No passado fim de semana fiz nascer a anilha nº 600.

Certamente fiz já mais de seiscentas anilhas de cana e madeira - tenho plena certeza disso mesmo! - e a maioria delas anda por aí em muitos lenços diferentes de todas as secções do CNE, AEP, AGP, e outras Associações de Escuteiros em vários países.

A primeira de todas foi ESTA (já com uns bons vinte e tal anos de vida!) e esta que posto agora, a mais recente de todas, pretende homenagear o Escutismo em Portugal que, como se sabe, nasceu em 1911 em Macau e gerou em 1913 a AEP - Associação dos Escoteiros de Portugal e mais tarde, em 1923 em Braga, o CNE - Corpo Nacional de Escutas. A AGP - Associação das Guias de Portugal surgiriam também na década de vinte, vingando a partir de 1934.

Uma Canhota especial a todos os Escuteiros, Escoteiros e Guias, de Portugal, bem como a todos os que vivem e difundem o ideal escutista um pouco por todo o mundo. Bem-hajam.




336. GATO


 Pintada à mão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...