Sempre fiz para mim próprio as anilhas de madeira e corda que me seguraram os diferentes lenços de ESCUTEIRO que tive ao pescoço nos últimos 33 ANOS.
Foram surgindo tantos pedidos que resolvi dedicar o meu tempo livre a construir anilhas, essencialmente de cana e madeira, num processo totalmente artesanal e laborioso.

Tradutor

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

NO MEU LENÇO . . .

Rumou a Norte, para o seu lenço esta mão que segura firme uma vara bifurcada, o símbolo máximo do verdadeiro Caminheiro, sobrepostos ambos numa flor de Lis, o símbolo máximo de todos os ESCUTEIROS/ESCOTEIROS.

Todas as peças foram esculpidas em madeira de faia e estão assentes em cana de bambu.

Muito obrigado A., N. e M. pela autorização para a publicação da foto.

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

NO MEU LENÇO . . .

Dois Dragões de Komodo (uma novidade para mim! e logo dois exemplares únicos) e um lince, que viajaram para Sul e descansam nos lenços dos seus donos.


(obrigado F. pela autorização da partilha desta fotografia) 


  




Ficam ainda com links para obterem mais informação acerca do Varanus komodoensis, OUWENS (Dragão de Komodo), esse esplêndido animal indonésio:


Sobre o Lince Ibérico já deixei pistas de pesquisa AQUI.

São um excelente princípio de pesquisa, garanto.


_

sábado, 15 de outubro de 2016

339. MOGLI






Aqui, este personagem do "Livro da Selva" aparece na sua versão FNA (Fraternidade de Nuno Álvares), uma homenagem a todos os Escuteiros Adultos que pertenceram um dia ao movimento escutista católico de jovens em Portugal (Corpo Nacional de Escutas) e abraçaram a missão de cuidar dos mais jovens (Lobitos).

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

338. RAPOSA-DO-ÁRTICO






Alopex Lagopus, L. ou Vulpes Lagopus, L. são as duas designações binomiais que encontrei para a Raposa-do-Ártico ou Raposa-Polar, um estupendo animal.


LINKS PARA A "DESCOBERTA":

domingo, 9 de outubro de 2016

ANILHA Nº 600 - FLOR DE LIS

No passado fim de semana fiz nascer a anilha nº 600.

Certamente fiz já mais de seiscentas anilhas de cana e madeira - tenho plena certeza disso mesmo! - e a maioria delas anda por aí em muitos lenços diferentes de todas as secções do CNE, AEP, AGP, e outras Associações de Escuteiros em vários países.

A primeira de todas foi ESTA (já com uns bons vinte e tal anos de vida!) e esta que posto agora, a mais recente de todas, pretende homenagear o Escutismo em Portugal que, como se sabe, nasceu em 1911 em Macau e gerou em 1913 a AEP - Associação dos Escoteiros de Portugal e mais tarde, em 1923 em Braga, o CNE - Corpo Nacional de Escutas. A AGP - Associação das Guias de Portugal surgiriam também na década de vinte, vingando a partir de 1934.

Uma Canhota especial a todos os Escuteiros, Escoteiros e Guias, de Portugal, bem como a todos os que vivem e difundem o ideal escutista um pouco por todo o mundo. Bem-hajam.




336. GATO


 Pintada à mão.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...