Sempre fiz para mim próprio as anilhas de madeira e corda que me seguraram os diferentes lenços de ESCUTEIRO que tive ao pescoço nos últimos 33 ANOS.
Foram surgindo tantos pedidos que resolvi dedicar o meu tempo livre a construir anilhas, essencialmente de cana e madeira, num processo totalmente artesanal e laborioso.

Tradutor

terça-feira, 20 de maio de 2014

NO MEU LENÇO ...

Quatro ... em dois!

Saíram "à rua" pela primeira vez em Viana do Castelo, bem colocadas no lenço dos seus proprietários, um pioneiro e uma exploradora do Agrupamento 990, no dia 12 de Maio.

Acreditem: o maior orgulho é todo meu!




(Obrigado amigo A.G. pelo envio da fotografia e pela autorização do uso da mesma)




_

sábado, 17 de maio de 2014

NO MEU LENÇO ...

Pelo que julgo saber, este é um explorador muito contente com o seu mocho (de olhos azuis).




Já fiz e cedi algumas anilhas - todas diferentes em algum aspecto - com este animal-totem . . . que, por coincidência, também é o meu próprio (Mocho Atento), já lá vão 31 primaveras.




_

quarta-feira, 14 de maio de 2014

domingo, 11 de maio de 2014

NO MEU LENÇO ...

antes de mais: Enquanto não se "arranja" grande vagar para actualizar o blogue, vou postar algumas fotografias das verdadeiras e diferentes anilhasdoreis, já nos lenços dos seus proprietários, escuteiros como eu. Nenhuma das imagens aqui postadas sob esta tag são de minha autoria e a sua publicação foi antecipadamente autorizada. Nunca identifico nomes de pessoas nem os respectivos Agrupamentos, Núcleos ou Grupos, à excepção dos devidamente autorizados.

E a primeira anilha ...

... são duas ... almas gémeas, como os Escuteiros que as usam!




São únicas e de concepção exclusiva para o LGS (vejam bem posts mais antigos sobre Associações de Escuteiros espalhados pelo mundo) e unem Vila Real (Núcleo Cidade de Vila Real da FNA) ao Luxemburgo (Agrupamento Santo Afonso da LGS).




_
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...